007poeta007poeta.tumblr.com

Sem título
Tags ()

    Às vezes, não há nenhum aviso. As coisas acontecem em segundos. Tudo muda. Você está vivo. Você está morto. E as coisas continuam. Somos finos como papel. Existimos por acaso entre as percentagens, temporariamente. E esta é a melhor e a pior parte, o fator temporal. E não há nada que se possa fazer sobre isso. Você pode sentar no topo de uma montanha e meditar por décadas e nada vai mudar. Você pode mudar a si mesmo para ser aceitável mas talvez isso também esteja errado. Talvez pensemos demais. Sinta mais, pense menos.

    Charles Bukowski.  (via recitalizar)

    Chorar não resolve, falar pouco é uma virtude, aprender a se colocar em primeiro lugar não é egoismo. Para qualquer escolha se segue alguma consequência, vontades efêmeras não valem a pena, quem faz uma vez, não faz duas necessariamente, mas quem faz dez, com certeza faz onze. Perdoar é nobre, esquecer é quase impossível. Quem te merece não te faz chorar, quem gosta cuida, o que está no passado tem motivos para não fazer parte do seu presente, não é preciso perder pra aprender a dar valor, e os amigos ainda se contam nos dedos. Aos poucos você percebe o que vale a pena, o que se deve guardar pro resto da vida, e o que nunca deveria ter entrado nela. Não tem como esconder a verdade, nem tem como enterrar o passado, o tempo sempre vai ser o melhor remédio, mas seus resultados nem sempre são imediatos.

    Charles Chaplin. (via alentador)

    Admiráveis são essas pessoas que nos conhecem bem, e ainda assim nos amam. Falo dessas que a gente tem vontade de estar junto o tempo todo. Essa gente que não tem seus nomes nas revistas, ou estampados em outdoor’s, mas que merecem todo reconhecimento do mundo por decidirem fazer diferença na vida dos outros. Que não ri dos nossos sonhos, por mais bobos que pareçam. Essa gente encantadora, mesmo sendo cheia de defeitos, ou talvez por causa deles. Pessoas que tem sonhos, sentem dor, não escondem seus sentimentos e preferem a verdade, nesse mundo cheio de mentiras. Que tem uma atmosfera de tranquilidade, e que entendeu que covarde é quem é incapaz de demonstrar o amor.

    A menina e o violão.   (via alentador)