Que o amor, acima de tudo, seja. Que não se precise implorar ou mendigar, embora todos os grandes amantes sejam ordinários mendigos. Que o seu caso de amor com o seu cachorro permita lambidas, latidos, sujeiras e pulos de saudade. Que o seu caso de amor com os seus melhores amigos exista através do tempo e dos perdões, cheio de confissões e cumplicidade do que não se podia fazer, mas entre amigos foi feito. Que o seu caso de amor com os familiares suporte saber sempre as partes obscuras do outro, mas lembrando-se de quem deu colo para chorar e proteger. Que o seu caso de amor com a balança seja bem humorado, cheio de doces e lasanhas após uma boa briga. Que o seu caso de amor com o espelho não acabe em sete anos de azar. Que o seu caso de amor consigo mesmo deixe de lado as partes avessas e menos feias do que você as imagina, mas não se deixe de lado. Que o seu caso de amor com a sua alma gêmea se confunda com paixão, encarne a loucura, assassine a saudade e acompanhe os dias tediosos. Que o amor trate de ser um belo e eterno caso.

    <>Camila Costa.  (via thiaramacedo)