É tudo uma questão de tempo...

    E mais uma vez me pego refletindo sobre o tempo. Ah, o tempo… esse ser desconhecido mais que conhecido que faz tudo parecer nunca ter existido. Confuso? Eu sei! O passado assombra o presente trazendo à tona momentos vividos que muitas vezes merecem serem esquecido. O futuro? Esse é tão incerto quanto o próprio tempo: pode vir, pode existir… pode ate sumir. Enquanto isso, a confusão rola solta no presente: continuamos sendo figurantes nesse cenário que o tempo insiste em chamar de vida. Não é fácil amigo! Ele às vezes pode ser bem cruel. Uma coisa é certa, não podemos sentar à beira da janela e esperar que tudo mude. Às vezes precisamos fazer que o tempo passe. Se não for por si, que seja com um empurrãozinho nosso.

    Leandro Caetano.