@maridobh
Marido Cuckold

interesse em assuntos de casais cuckold, hotwife e submissão masculina. Atualmente vivendo um relacionamento cuckold

Posts
76
Last update
2022-09-07 11:15:56
    anonymous

    O dia que ela quiser tomar um vinho e colocar o papo em dia com alguém diferente. Aqui tem o vinho, taças e um bom papo. Se ela quiser, vc a libera?

    Agradeço, mas ela, acredito eu, não vai se interessar. O negócio dela é este ex que a faz perder totalmente o juízo

    Como estamos? Como alguns sabem, em Setembro de 2021 minha esposa recebeu seu ex na nossa casa, num dia de semana, quando eu estava trabalhando (ver mensagens whatsapp anteriores). Na época foi difícil aceitar. Ainda é, mas com ela é impossível negar qualquer coisa.

    Como meu casamento mudou após um flagra.

    Meu nome é Paula. Em 2022 faço 40 anos. Sou casada com Geovane há 15 anos. Um relacionamento muito bom. Temos uma filha de 10 anos. Quando minha filha fez 6 anos, eu voltei a trabalhar. Na empresa que trabalho estamos sempre em contato com clientes e outros funcionários de empresas. Acabei me envolvendo com um colega de trabalho de outra filial. Tudo aconteceu numa festa de final de ano, mais precisamente em 2018, que após algumas bebidas, peguei carona com este amigo, e trocamos alguns beijos no carro dele. Fiquei péssima, pois meu marido não merecia tal atitude de minha parte. Desde então, eu e meu amigo que aqui vou chama-lo de Paulo, estamos sempre juntos na empresa. Conversamos muito, todos os dias, e acabamos nos tornando confidentes. Ele me contava muitas coisas da vida conjugal e eu também. Inclusive sempre dizia a ele o arrependimento que tinha por ter beijado-o naquele final de ano. Ele entendia, não forçava a barra.

    Sempre que ele vinha a minha filial, saíamos para almoçarmos juntos. Quando estávamos a sós, acabávamos dando um jeito para namorarmos um pouco. Algumas pessoas da empresa já desconfiavam de nós dois. Foi então que um dia, resolvemos sair para tomarmos uma cerveja e irmos a um local mais sossegado onde podíamos ficar mais à vontade. Me dei muito “mal” (ou não). Numa sexta-feira falei para meu marido que iria ter uma reunião acompanhada de um pequeno evento depois desta reunião. Isto sempre acontecia. Mas neste dia, fui para um motel com o Paulo e foi maravilhoso transar com ele. Que delicia de homem. Que pegada. Acho que não sentia prazer assim há muito tempo. Neste dia, Paulo me levou para casa, já um pouco tarde e paramos próximo demais do meu apartamento. Foi aí que aconteceu uma coisa que mudaria nossas vidas. Meu marido nos pegou juntos, foi a situação mais constrangedora para mim e para o Paulo. Estávamos aos beijos, eu o masturbava, quando meu marido bate na janela do carro, do lado onde eu estava, e apenas me pergunta o que era aquilo? Eu quis morrer naquele instante. Temia um escândalo e o fim do meu casamento. Um filme de terror passou por minha cabeça. Paulo, meu amante não sabia como agir. Meu marido com olhar sério. Virou as costas e saiu. Fiquei chorando muito no carro. Quando me acalmei, fui para casa, Paulo foi embora. Em casa tive uma “DR” com meu marido. Eu tentava me explicar e ele calado. Sério. Conversamos baixo para não acordar nossa filha. Eu chorava como nunca chorei. Pedia perdão. Implorava para não contar nada para minha filha. Geovane ali calado. Mudo. Olhos lacrimejando. Levantou, falou baixo no meu ouvido que não contaria nada para a nossa filha. Pediu para eu ficar calma. Me deu um beijinho e foi dormir. Fui tomar meu banho e não sabia o que pensar. No dia seguinte, acordei cedo, fiz uma bela mesa de café, até minha filha perguntou porque daquilo tudo. Meu marido acordou, tomou seu banho, tomou café com a gente, saiu para levar minha filha para escola e ir para o trabalho. Antes da sair me deu um beijinho, gesto que não acontecia mais na nossa relação, nossa filha ficou feliz. Fiquei sem saber o que estava passando. Paulo me enviou uma mensagem, contei para ele o que estava acontecendo. Disse que estava com medo do meu marido está planejando alguma coisa. Fui para o trabalho, meu amante estava tenso e eu também. Mandei uma mensagem para meu marido e ele respondeu com carinho. Não me aguentava de curiosidade e medo. Perguntei se ele me perdoava e ele respondeu que sim. Meu Deus, foi a melhor mensagem que tinha recebido do meu marido. Geovane então perguntou se queria que ele me buscasse no serviço. Respondi que sim e as 18hs ele já estava na porta da empresa me esperando para irmos para casa juntos. Neste dia, conversamos e meu marido disse que já sabia do meu caso porque já tinha lido várias conversas minha e de Paulo no whatsapp. Aquele erro que cometemos de achar que estamos escondendo tudo de quem está ao nosso lado. Fiquei surpresa. Disse porque ele não tinha me dito, porque não terminou com tudo. E ainda quis saber como ele sabia que eu estaria ali no carro àquela hora da noite? Geovane me falou que viu minha conversa com Paulo quase o dia todo, que naquele dia tinha pedido para trabalhar de casa, para ficar de olho no meu computador, onde tinha espelhado meu whatasapp. Meu marido tinha descoberto a senha, há muito tempo, segundo ele, e ainda me disse que era muito óbvia.

    Neste dia que fui flagrada por meu marido, eu e Paulo conversamos muita safadeza o dia todo. Eu cheguei a falar para ele que amava meu marido, minha família, mas que estava com muita vontade de ficar com ele. Comparei-o com meu marido no quesito tamanho da ferramenta e muitas outras coisas que já tínhamos vivido.  Paulo, na conversa comentou o quanto minha boca era gostosa e o quanto o fazia gozar batendo uma para ele. Não acreditava que meu marido tinha tido acesso a toda a nossa conversa. Que vergonha! Sobre o flagrante, Geovane disse que ficou da janela do apartamento esperando eu chegar. Quando viu o carro de Paulo parando mais distante, desligando os faróis e ninguém desceu, resolveu ir ver se era eu que estava neste carro. E não deu outra.  Me contava tudo com muita calma, eu não acreditava. Então resolvi beijar meu marido e ele me beijou como nunca. Peguei no seu pênis e vi que estava muito excitado. Surpresa, perguntei se aquela história estava deixando daquele jeito, ele falou que sim. Não sabia o que sentia. O alivio foi imediato. Mas o medo da reação ainda me rondava. Chegamos em casa e transamos como nunca. Ele me fez gozar tanto. Olhou nos meus olhos e perguntou sobre Paulo. Eu, num primeiro instante não quis falar, Geovane então pediu para não esconder mais nada, ele já sabia o suficiente para separarmos, mas me amava e não conseguiria me deixar. Perguntei o que ele queria saber? Ele então perguntou se tinha atrapalhado o meu romance com meu amante? Não acreditei. Falei que Paulo estava com muito medo. Que temia que ele me deixasse. Que temia o fim da minha família. Temia até eu ser agredida. Depois Geovane quis saber como tudo começou, o que eu sentia por ele e até das nossas transas. Fiquei sem saber o que dizer mais fui aos poucos narrando alguns detalhes. Geovane me perguntava com todas as letras se o Pau de Paulo era mais gostoso que o dele. Eu falei que não, mas que era maior, mais grosso e me dava muito prazer. Nesta hora, meu marido ficou muito excitado e transamos de novo. Fui ficando mais à vontade para contar as coisas. E a cada detalhes que eu revelava, mais via o tesão que ele sentia. Entendi então que ser corno era uma fantasia do meu marido.

    No dia seguinte, acordei e meu marido tinha preparado aquele café. Estava carinhoso e atencioso como nunca. Saiu para levar nossa filha à escola e ir trabalhar. Antes, pediu para eu olhar no whatsapp. Tinha uma mensagem do meu amante. Corri, peguei meu celular e li a mensagem do Paulo perguntando se estava tudo bem em casa. Se meu marido tinha conversado comigo. Meu marido se passou por mim e apenas disse. “Está tudo bem, depois conversamos”. Quando meu marido saiu, escrevi para o Paulo. Falei que meu marido tinha saído e que estava podendo falar aquele hora. Falei que o clima ficou pesado mas que eu e achava que tinha resolvido a situação. Paulo de consciência pesada e muito aliviado pediu 1001 desculpas. Disse que não me traria problemas e pôs um “fim na nossa relação”.  Ele quis saber o que meu marido fez? Se tinha me agredido? Se tinha falado em separação? Todo preocupado. Perguntou até se eu queria que ele se desculpasse com meu marido. Estava desesperado.

    Expliquei para Paulo que nada disto seria necessário. Que eu e meu marido de forma civilizada havíamos conversado. Que era para ele ficar tranquilo que também não iríamos levar problemas para ele e a sua família. Foi então que Paulo comentou que tinha amado transar comigo e que achava que não conseguiria ficar sem mim. Eu aproveitei a deixa, e também e disse o mesmo. Ele surpreso, perguntou se iriamos ter outros encontros. Eu respondi que sim. Surpreso ele questionou sobre o meu marido? Eu apenas disse, vai ter que acostumar!

    Paulo Riu. Ficamos em paz. E graças a Deus esta situação não acabou numa desgraça. Meu marido vem buscar todos os dias no serviço, agora. Não sai mais tanto com seus amigos, e até um futebol que participava uma vez por semana, inventou que tinha se machucado e saiu deste compromisso. Eu e Paulo continuamos a sair juntos. Ele não sabe ao certo se meu marido sabe. Eu sempre tento preservar meu marido, dizendo a Paulo que inventei uma desculpa para Geovane, para encontrar com ele. Quando saio com Paulo, aviso meu marido que vou ter uma reunião até mais tarde. Ele já sabe com quem é esta reunião e me diz para divertir e que estará me esperando. Gente, é incrível como isto mudou nossas vidas. Como sou feliz com meus dois homens. Já teve vez eu pedir para Geovane para não me buscar no trabalho, porque o Paulo ia me levar. Antes, sempre paramos em algum local, as vezes em drive-in para um namoro rápido. Várias vezes cheguei em casa após fazer boquete completo em Paulo e vou logo beijando meu marido e perguntando baixinho no seu ouvido: Sentiu o gosto? Ele quase morre de tesão quando faço isto. Outra coisa que já fiz com meu marido, após estas rapidinhas com Paulo, é enxugar a porra do Paulo com a minha calcinha e entregar minha peça intima toda suja para meu marido, quando chego em casa. Ele quase goza perna abaixo quando trago esta surpresa para ele.  A, e tem mais. Sempre que saio com o Paulo, chego em casa encontro janta pronta, filha tomada banho e as vezes até já na cama. Meu marido mudou da água para o vinho.

    Estivemos uma vez num churrasco de um colega de trabalho. Eu fui com meu marido. Paulo estava presente e não levou a esposa. Apresentei todos para meu marido, inclusive Paulo, que num primeiro momento ficou muito sem graça, não sabia como agir. Eu falava com Paulo que meu marido nem lembrava eu era ele. Foi assim que ele ficou mais tranquilo e conversou com meu marido na festa. Já com meu marido, eu ficava provocando. Perguntava se estava gostando de conhecer de perto meu “PA”, meu amante. Dizia que alguns colegas da empresa deveriam estar curiosos, porque alguns desconfiavam que eu e Paulo tínhamos um caso e ele estando ali, deveria deixar muita gente encabulada. Geovane e Paulo conversaram sobre futebol, politica, casamento. Quando o assunto era esposa, meu marido falava para o Paulo o quanto me amava. Que ele não imaginava tudo que tínhamos vivido e passado juntos. Que um casamento só sobreviveria se houvesse muito cumplicidade. Paulo ouvia tudo, me elogiava. Chegou a dizer ao meu marido que eu deveria ser muito especial mesmo. Eu ouvia tudo e confesso sentir a mais poderosa do mundo. Final da festa, meu marido se levanta e vai ao banheiro, pedi para Paulo tomar conta de mim. Todos nós rimos. Paulo amou ter conhecido seu sócio, longe do meu marido me contava que não acreditava que toda história tinha tido aquele rumo. Falei para Paulo que foi difícil. Mas que Geovane não sabia que ele era o mesmo cara do flagra. Paulo então, como não é bobo nada, me perguntou se ele não sabia mesmo ou eu estava protegendo meu maridinho? Nesta hora disse que ele não sabia mesmo. Meu marido voltou. Nos beijamos, estávamos todos já altos pela bebida. Foi quando resolvemos ir embora, e fui ao banheiro e Paulo foi atrás. Disse para Geovane que tinha que olhar a sua esposa, já que ele tinha pedido. Rimos e eu já imaginava que Paulo queria um sarro. Próximo ao banheiro, nos beijamos muito. Tirei minha calcinha e dei para Paulo ver o quanto estava melada. Não demoramos muito e fomos embora. No carro, a caminho de casa Geovane perguntou o que tinha acontecido no banheiro e eu comentei que demos uns beijos e que tinha dado a minha calcinha melada para o Paulo matar um pouco à vontade e que ele me disse que me devolveria na segunda-feira toda esporrada. Geovane ficou louco de tesão. Ele ama ser meu corno, e agora, já falei que vai ter que lavar minhas calcinhas sujas. Assustou no inicio, mas disse que fará. Não vejo a hora de saber se arrumei uma boa lavadeira. Esta é minha história. Bye Paula!

    Mais uma surpreendente revelação da minha mulher.

    (História real)

    Algum tempo atrás, algo em torno de 1 ano, me entreguei aos desejos e fantasias da minha mulher e que se tornaram meus também. No decorrer da nossa relação foi ficando mais claro o rumo que tomaria e ela foi tomando as rédeas da relação, me dominando e hoje é minha completa dona. Claro que tudo acontece com o maior respeito aos limites de cada um. Se é que o meu limite parece ser obedecer e atender a todas as suas ordens. É o que penso as vezes.

    A postura de cada um na relação foi se moldando muito naturalmente. Ela tomando as rédeas como dona e eu me submetendo aos seus desejos. Passado algum tempo e com o papel de cada um definido, uma série de mudanças ocorreram. As trocas de confidencias cada vez mais apimentadas, abertas, transparentes e meu desinteresse por outras mulheres cada vez mais claro e o dela por outros homens cada vez maior. Ela parece sentir um tesão enorme em falar de outros homens e eu em ouvir o que ela tem para me contar.

    Nessas revelações, uma de Julho de 2021, numa viagem que fizemos, chamou minha atenção. Ela me contou um relacionamento que teve com um conhecido meu. Jamais imaginei que ela seria capaz de fazer tudo que me contou.

    Este amigo trabalhava para a mesma empresa que ela trabalhava. Ela que o levou para prestar serviços contábeis na referida empresa.

    Segundo ela, o tal amigo a conheceu no tempo que ela frequentava uma academia de ginastica, e não parou mais de assedia-la. Nós ainda não estávamos juntos quando ela viveu esta aventura.

    Um dia perguntei se ela já havia transado com alguém que eu conheço. Na época ela ficou calada mas nesta viagem, aproveitou para me revelar mais um dos seus segredos.

    Na época, ao conseguir o serviço para este amigo, passaram a sair sempre que possível. Se encontravam em motéis durante o horário de trabalho, quando tinham que sair para realizar algum serviço fora da empresa. Nos horários de academia, sempre davam um jeito de dar uma fugida para um motel. Me disse que na época este amigo ficou um grude no seu pé. Insistia a todo instante para um encontro, que no fundo no fundo ela adorava.

    Me deu detalhes da relação dos dois. O quanto gozou fazendo amor com ele. O quanto ele a chupava e a fazia chupar. Segundo ela, ele era um verdadeiro tarado, não podia ver um rabo de saia que já caia matando. Era um prêmio para ele cada conquista que tinha sucesso.

    A relação dos dois, a certo ponto, ficou tão intensa que chegaram a transar inúmeras vezes virtualmente. Quando ele ou ela viajavam o sexo virtual rolava solto.

    Meu contou o quanto esta relação fez bem e hoje não tem mais contato, pois ele se casou e agora parece estar mais quieto, coisa que eu particularmente não acredito, porque homem uma vez garanhão, sempre será um garanhão.

    Estas revelações me causaram um sentimento diferente, pois por eu o conhecer, já termos feito negócios comerciais juntos, agora quando o vejo só imagino as histórias que minha mulher me contou, de como ele a pegou. Confesso que acho que esta transa não acabou ainda e talvez, ela tenha me contado apenas para me prevenir que algo ainda virá, ou para ver minha reação diante do fato. Claro que minha reação sempre é de apoia-la.

    Minha mulher está cada dia melhor como Hotwife e minha dona.

    Enquete: O que mais te excita em em ser corno ?

    O que você mais gosta:

    1 - Ver sua esposa fodendo com outro na sua frente? 2 - Ver-la vestida com roupas ousadas para sair com outro? 3 - Ficar no quarto ao lado ouvindo ela gemer enquanto transa com o amante? 4 - Ela não esconder que você é corno? 5 - Ela flertar com outro cara na sua frente? 6 - Ela sair com você com decotes generosos para que os outros caras fiquem olhando? 7 - Ela engravidar do amante? 8 - Ela te chamar de corno na frente dos outros? 9 - Ver-la em orgias? 10 - Ela chegar em casa com cheiro do amante e te dá detalhes do que aconteceu. Comente aqui

    fantasiasdeumcornomanso-deactiv

    Uma vez corno

    O que não deve fazer! Coisas que aprendi após muitas leituras.

    #1 Você vai sentir ciumes, é normal e esperado. Aprenda a lidar com isso e não jogue isso na sua esposa. O ciume é teu.

    #2 Uma vez corno você sempre vai ser um corno nos olhos da sua esposa. Ela nunca te verá como um macho de novo, ela vai continuar a te amar como marido e você vai continuar a ser o melhor amigo dela. Mas lembre que sexualmente os machos dela vão dar a ela o verdadeiro prazer. Esteja preparado para isso.

    #3 Você nunca pode pedir a ela para não te chifrar mais, se você quis tanto ser corno agora agüenta e continue amando sua esposa e não reclame com ela. Ela ira ficar frustrada e decepcionada com você, porque ela está fazendo o seu sonho que agora virou o sonho dela tambem.

    #4 Uma coisa que muitas vezes acontece é se sua esposa tem 1 ou 2 namorados ela vai ter tantos orgasmos que você pode esperar menos sexo penetrativo entre marido e mulher.

    #5 Tem varios casos em que o marido corno só tem sexo penetrativo com a sua esposa uma vez por semana ou mês! Já conheci uma esposa de corno que a 2 anos não deixa seu marido a penetrar-la! Ele só pode chupar a buceta e cú dela, os machos toman conta da penetração sexual.

    #6 Esteja preparado para bater muita punheta, sua mão direita vai te conhecer bem. As esposas enquanto contam os casos de traição batem punheta para o marido corno, essa é a parte boa ;)

    maridobh

    Me identifiquei com quase todos os tópicos deste post. E você?

    História real – Abr/2021

    Venho relatar uma história que aconteceu comigo e minha mulher. Tudo começou após muito tempo de conversa. Minha mulher já foi casada e após seu divórcio, nos encontramos e começamos a namorar.

    Na época, um relacionamento muito intenso. Estávamos sempre juntos em qualquer lugar. O sexo, claro sempre muito intenso, gostoso, safado.

    Como sempre tivemos um diálogo muito aberto, entramos no assunto traição. Foi quando fui surpreendido com o fato dela assumir ter um “PA” na época do seu casamento. Não sei bem porque, fiquei curioso e quis saber detalhes desta relação. Ela ainda insegura em me contar, foi aos poucos detalhando suas aventuras extraconjugais.

    Eram relatos, que no início não me interessavam por eles.  Mas depois, toda vez que íamos transar, sempre tocávamos no assunto, até o dia que perguntei a minha mulher se ela sentia saudades do seu “PA”.

    Ela prontamente disse que sim e isto muito excitou. Passamos a falar mais abertamente do caso e a coisa foi só aumentando, aumentando... e aumentando. O tesão saia do normal. Algo incrível, nunca sentido antes.

    Nesta época, ela voltou a conversar com ele por aplicativos de mensagens. E apesar de muitas vezes eu ficar com muito ciúmes ao ler suas conversas, este sentimento passava rápido e dava lugar a outro. A tesão.

    O nosso relacionamento estava cada dia mais excitante, até um dia que ela brincou dizendo que ia encontrar com ele e eu concordei. Ela ficou excitada, surpresa.

    Passou uns dias amadurecendo a ideia, a conversa entre eles ficavam mais constantes, até que marcaram o tal encontro. Vocês não imaginam onde. Na nossa casa. Na nossa cama. Eu saí de casa para ela recebe-lo. Fiquei na rua esperando ela me dizer para voltar para casa. Foi incrível, até hoje não acredito que fiz isto.

    Este fato aconteceu há 2 meses atrás (mais ou menos). Peguei minha mulher poucos minutos após ter transado com outro. O cheiro e o gosto do gozo dele no corpo dela, foi algo que jamais vou esquecer. Sem mencionar o lençol da nossa cama sujo.

    Esta é a minha história recente de marido corno e agora ela já planeja novo encontro com seu “PA” e eu não vejo a hora.

    ass. Marido Traído